salão de beleza também pode ser orgânico, como o teto verde já é!

Notícia | 06/10/2016

os produtos orgânicos estão por toda a parte. estão também nos produtos de beleza. mas como unir essas duas coisas? um salão em porto alegre, o teto verde, conseguiu um financiamento coletivo pelo site catarse para por em prática um conceito que era o sonho dos cabeleireiros rodrigo passos, patricia voig e dani amorim. o conceito do empreendimento é realizar os procedimentos estéticos com produtos naturais, que não realizem testes em animais, não agridam o meio ambiente e nem a saúde de quem os utiliza.

vegetariano, passos foi quem chegou com a ideia aos outros dois sócios após descobrir que mais das metade das empresas de cosméticos fazem testes em animais. começou, então, a pesquisar produtos mais ecológicos, que compactuam com filosofia que acreditava. “fora do Brasil existem muitos salões com essa proposta e até em outros estados. por que não em porto alegre?”, diz rodrigo.

tanto patricia quanto dani, que compartilham da mesma ideologia de rodrigo, toparam o projeto. “o importante é trazer a consciência, um novo olhar sobre a beleza”, conta patricia.

além dos artigos orgânicos, o salão aposta em práticas sustentáveis, como reaproveitamento da água, um filtro onde os descolorantes de cabelo devem ser recolhidos e o descarte correto dos produtos. outras práticas também devem ser adotadas conforme o espaço for se consolidando. no espaço também são servidos lanches com produtos orgânicos e veganos.